quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Não olhe para estranhos

Será que realmente é necessário andar com os olhos na direção do nada? Às vezes, nossos olhares cruzam com os de um estranho na rua e, nessa rápida olhadela, somos encarados com desdém, julgados pelos panos que cobrem nosso corpo, a maquiagem no rosto, os cabelos presos ou soltos, com ou sem capuz, boné, chapéu ou qualquer outro acessório que cubra as madeixas, boca, nariz, orelhas, homens, mulheres... O melhor é seguir em frente sem encarar seu irmão e com o peito cheio de preconceitos.
É isso que falta em nossa sociedade, ter a coragem de encarar as outras pessoas e enxergar a humanidade de cada um. Outro dia, dois homens quase brigaram dentro do metrô por causa de um olhar torto. Chegou a esse ponto a ignorância.
Parece que estamos perdendo a curiosidade com relação às outras pessoas, podemos aprender muito apenas observando certas atitudes e gestos. Será que o mundo deixou de ser uma escola? Observar a vida não vale mais nada?
Se pudermos com o olhar trazer esperança a alguém, demonstrar bondade, compaixão e gentileza, nossa sociedade dará um grande passo em direção a paz.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...