terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Instantâneos Paulistanos


Rua da Consolação, advinha quem tirou.
Avenida Paulista, foi a autora do blog.

Estava no metrô hoje de manhã e disse para minha consciência:
- Quer saber de uma coisa... é agora que vou escrever!
Peguei o bloco de anotações e empunhei a caneta.

Instantâneos Paulistanos

Alguma coisa acontece no meu coração...
Paulistano de verdade é turista na própria cidade de tão grande que ela é.
Vive na correria, parece até corrida de São Silvestre.
Frequenta aqueles lugares "underground" da baixa Augusta e ama a Avenida Paulista.
O metrô é o xodó, perdão a quem anda de ônibus, mas o tatu de ferro leva a gente mais rápido.
A praia no meio desse emaranhado de concreto e frieza é o shopping. Como é relaxante fazer umas comprinhas para satisfazer nossas necessidades consumistas de capitalistas selvagens.
Ah... São Paulo tinha que ser o coração financeiro desse país. Esses motores que rugem e empurram rumo ao progresso.
Paulistano é assim, com seus passos rápidos ele vai em busca dos seus sonhos. Não vejo sintomas de coitadismo, comodismo e sim a necessidade que surge apesar da vida em uma selva de pedra, a necessidade de humanidade, contato com gente de carne e osso, não apenas com o seu "nickname".
Alguma coisa acontece nesse coração paulistano, que bem poderia ser apenas um retrato instantâneo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...