domingo, 26 de maio de 2013

Hipócritas

Outro dia, no metrô, estava lendo e percebi um senhor próximo à porta e algumas jovens estudantes na área de desembarque. Quando chegou a seu destino o senhor quase passou por cima das moças e aos “xingos” desceu.

Algumas pessoas que viram a cena acharam um exagero o senhor ter aquela reação, outras colocaram a culpa nas moças que atrapalhavam o desembarque. Essas pessoas aproximaram-se da área de desembarque e ali ficaram discutindo o acontecido:

- Ah... Conheço gente assim. Está sentada lá no meio do ônibus, não se move nem um pouquinho até a porta e só quando ele para é que ela fica aos berros para descer!

Outra dizia:

- A culpa é dessas meninas que ficaram ali atrapalhando! Essa gente não se enxerga mesmo!

Eu continuava lendo e quando me aproximava da estação, levantei e fiquei próxima a essas pessoas, a alguns passos da porta. Para minha surpresa tive que pedir “com licença” com firmeza, pois elas estavam ali atrapalhando o desembarque. Logo elas, cidadãos tão corretos que condenam a falta de cidadania. Minha vontade era dizer “hipócritas” com todas as letras, mas encontro aqui uma forma muita mais impactante de protesto.

Quem é você para julgar alguém? Condenar certas atitudes e agir da mesma forma. É o sujo falando do mal lavado. Pessoas que pensam apenas no erro do outro e não enxergam o seu próprio. Onde estão os bons exemplos? Só critique se você não fizer exatamente aquilo que condenou. Não foi Jesus que disse:

- Quem não tiver pecado que atire a primeira pedra!

Pois é, estão sobrando pedras por aí.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...