domingo, 9 de junho de 2013

Decepção Rima com Perdão

Às vezes erramos com um amigo, namorado, pai, mãe, é inevitável numa relação íntima. Mas, muitas vezes aos olhos daquela pessoa o erro é tão grave que forma-se um drama daqueles de novela. Daí surge a decepção e questionamos:  Que falta de consideração? Todo o amor que entreguei vai por água abaixo por causa de uma besteirinha?

Não foi a intenção causar mágoas e transformar o deslize insignificante num dramalhão. Vários fatores estão envolvidos em reações exageradas. A situação emocional da pessoa é influenciada pelas peças que a vida prega, os sofrimentos, a pressão social, as palavras maldosas dos fofoqueiros de plantão, as perdas e a solidão dos últimos tempos, o medo, e muitas outras coisas que causam desequilíbrio momentâneo e encobrem a razão.

Nosso algoz pode pedir desculpas, mas o baque daquelas palavras impensadas é tão forte que não é fácil dar o braço a torcer e aceitar aquele ombro amigo de novo, ou aquele corpo quente a seu lado na cama. Sabemos que no fundo tudo é um mal entendido, mas tem muita gente que gosta de curtir esse clima negativo.

Aceitar e compreender o outro é a saída. Deixar o orgulho de lado e admitir que aquela pessoa é importante na sua vida e não abrirá mão dela de jeito nenhum. No final ambos aprendem que é melhor viver o presente, esquecer o passado e deixar as expectativas de lado, pois decepções acontecem.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...