sábado, 29 de junho de 2013

Encontro às Escuras

Uma grande amiga arranjou um encontro para mim. Não seria exatamente apenas nós dois em um jantar romântico, o encontro ocorreria durante a festa de aniversário dela.

Apareci na festa com as melhores roupas, maquiada, perfumada e ansiosa para conhecer aquele que seria meu companheiro, não só naquele dia como para toda a vida, um exagero pensar assim, mas nós mulheres somos sonhadoras e românticas incorrigíveis.

Enfim ele chegou. Trocamos aqueles típicos beijinhos no rosto e cada um ficou com a sua roda de amigos. Percebi que ele ficou de olho em mim.

Minha grande amiga aproximou-se, disse que ele tinha gostado do que viu e perguntou o que eu achei, respondi:

- Olha eu fiquei muito mais interessada naquele rapaz ali – e apontei para ele. O pretendente que ela apresentou não era lá essas coisas na minha opinião, talvez seja uma pessoa maravilhosa, mas não faz o meu tipo.

- Ah... Aquele ali é meu ficante! – bradou e depois nós duas rimos daquela gafe.

Se ela tivesse compartilhado a informação comigo eu não seria tão cara de pau a ponto de dar em cima daquele rapaz interessante. Por um momento alguns podem pensar: essa é daquelas que rouba o namorado da amiga! Não... esse tipo de coisa é uma questão de caráter, mas no meu caso foi uma tremenda gafe mesmo.

Você pode tirar duas lições de um encontro às escuras. Em primeiro lugar seus amigos sempre vão dizer que o pretendente é um deus grego, pois são tão amigos dele quanto são de você. Segundo...bem não sei o que dizer, evitar as gafes?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...