domingo, 30 de junho de 2013

O que você quer ser quando crescer?

Descobri que meu pai não concordava com a minha graduação em Propaganda e Marketing, mas nem perguntei a ele qual seria a profissão apropriada de acordo com suas crenças.

Sempre gostei das propagandas que passavam na TV, as vinhetas de abertura dos programas e novelas, o estado da arte em capas de livros, discos, anúncios e tantas outras coisas. Folhei as páginas de enciclopédias para ver as ilustrações, prestei atenção às manchetes de jornais e revistas e até colecionei anúncios impressos. Quando criança convenci meus pais a comprar um curso de Desenho Publicitário, porém nunca conclui.

A Propaganda até disputou espaço com o Jornalismo, Administração de Empresas, Psicologia, Cinema e até com a Arqueologia, mas sempre teve um lugar cativo na minha imaginação. Sonhava ganhar o Leão de Ouro em Cannes e trabalhar nas melhores agências.

Não sei o quê meu pai queria que eu fosse, mas o sonho da minha mãe era estudar numa escola de Artes Visuais, porém na época não havia condições para tal. Acredito que isso também tenha influenciado minha escolha pela Propaganda.

Alguns pais tentam realizar seus sonhos reprimidos através dos filhos e esquecem que aquele ser é único e tem suas próprias convicções e crenças. No meu caso e talvez muitos outros, a coisa já estava no sangue. Se bem que o propósito verdadeiro ficou mais claro de uns tempos para cá e descobri que gosto mesmo é das palavras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...