quarta-feira, 19 de junho de 2013

Passe livre para o Protesto!

Estava no ponto de ônibus, bem próximo ao olho do furacão, mas como segurava bolsa e sacola nas mãos fiquei em dúvida se participava ou não da manifestação na Praça da Sé.

Minha emoção dizia vá em frente e travava uma queda de braço com a razão, que apelava para o sentido de sobrevivência e os possíveis riscos físicos envolvidos. Fiquei com a razão.

Acredito na nobreza da causa e não preciso postar fotos minhas no meio da manifestação só para dizer que eu apoio. As palavras serão o fio condutor do meu protesto.

Finalmente o povo acordou. A verdade sempre esteve aí para todo mundo ver e ninguém fazia nada com ela, até que as atitudes paternalistas do nosso governo finalmente causaram nojo na população.

O governo não cria estes programas de Bolsa-alguma coisa por acaso. São meios de garantir a mansidão do povo e futuros votos de quem não tem consciência política, mas muitos que usufruem desses benefícios o fazem de má fé.

Por quê os deputados tem todas aquelas regalias? Auxílios absolutamente desnecessários e que só sugam o dinheiro público. Uma mãozinha que poderia ser utilizada na saúde, educação, transporte público e muitas outras coisas. Quem colocou esses caras lá? Advinha...

Quem é que não quer ser sustentado pelo  governo? Até os presidiários e suas famílias tem suporte financeiro do pai Brasil.

Os milhões gastos em estádios para a Copa do Mundo. Vale a pena só investir no estádio? De que adianta uma arena maravilhosa sem a infraestrutura necessária em seu entorno? Cadê as melhorias? Esse desequilíbrio e essas prioridades distorcidas também despertaram a revolta da população.

Se fossem cortados todos os gastos desnecessários, sobraria dinheiro para ter uma passagem de ônibus mais barata, pessoas mais educadas e conscientes, pacientes em macas ao invés de estarem no chão frio do hospital, mais programas sociais e menos esmolas para a população carente, uma reintegração dos presos através da profissionalização, e tal ação poderia ser estendida a seus familiares. São idéias...

Não dizem que o brasileiro é um povo criativo? Pois está faltando vontade de criar coisas que realmente valham a pena por parte dos governantes, pois são várias as ONGS que tem idéias testadas e aprovadas para melhorar as coisas e muitas vezes não recebem o incentivo financeiro adequado.

Sabe quem deveria cuidar das finanças neste país? As donas-de-casa e chefes de família, pois eles realmente sabem o que devem fazer com o dinheiro e não pensam somente em benefício próprio, pensam no todo.

Esta aí o meu protesto, em palavras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...