quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

São Paulo é Meu Pulmão

Respiro os arranha-céus de janelas azuis. As escadas rolantes. O shopping center que não tem relógios nas paredes.

A Praça da Sé e a Paulista. Respiro os bares na Augusta. Michês nas janelas dos carros. Os engravatados no happy hour.

Respiro a barulheira dos camelôs em frente ao Parque Dom Pedro. As feiras livres. Sanduíches de mortadela no Mercadão.

Respiro as óperas no Teatro Municipal. Obras renascentistas no centro. Modigliani no Masp e grafite nas ruas. A arquitetura do centro velho.

Respiro a literatura. Carrego debaixo do braço livros emprestados na Biblioteca Mario de Andrade. Leio no banheiro da Casa das Rosas.

Respiro a diversidade na Praça da República. As baladas da Frei Caneca. Os corações tresloucados no Largo do Arouche. A liberdade está na parada.


Respiro a vida e sei que cabe muito mais coisa, preciso de fôlego. Certas coisas ainda prendem minha respiração. Intolerância, corrupção, violência, miséria, injustiça, desigualdade, contudo, São Paulo é meu pulmão, não respiro sem essa cidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...