sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Sensações de Liberdade

Dormir até mais tarde num dia de folga.

Não abrir o guarda-chuva e sentir a natureza escorrer pela sua pele.

Andar descalço pela grama, na areia da praia, sobre as pedras antigas de uma cidade histórica.

Comer biscoito de maisena com manteiga, mas sem utilizar a faca para esparramar.

Esquecer o relógio de propósito só para sentir-se senhor do seu tempo.

Andar pela casa de roupão depois de tomar um banho cheio de espuma.

Desligar os telefones e a TV. Desconectar-se do mundo virtual e ficar um pouco com si mesmo.

Passear pelo parque, ouvir o canto dos pássaros e esquecer as buzinas barulhentas na avenida.

 Pilotar a sua moto e perceber que o vento bate no seu rosto e os cabelos ficam esvoaçantes.

Ficar na cama e perder a hora depois de desligar o despertador e pensar: só mais cinco minutos e eu levanto.

Demorar no banho porque é sábado e você não vai trabalhar.

O chopp com os amigos nas noites de sexta-feira.

Viajar sozinho e ficar deitado numa rede o dia todo, pois está de férias.

Tem tanta coisa que eu poderia dizer, a liberdade está em coisas tão pequenas, coisas que cabem até na palma da mão, algumas nem são materiais.

Uma voz grita dentro do peito, é a liberdade que quer fugir da rotina e do caos urbano. Quebra as correntes e o desejo ganha asas. Voa e vive.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...