segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Basta!

Basta desse pensamento habitual,
Essa batalha penosa,
De pernas bambas e perdidas,
Na burocracia proletária,
Basta!

Basta de corpos babueros,
A bela e inapta passividade,
Desses pensamentos brutos,
E broquéis quebrados.
Basta!

Basta de supostas promoções,
De triunfos bobos,
Dessas palavras e espadas,
Ao baque que balança os burocratas,
Basta!

Basta de bobagens e promessas,
Precisamos de peitos apaixonados,
Mas dos baluartes da boemia também,
Basta dessa babaquice capitalista.

Basta! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...