segunda-feira, 17 de junho de 2013

No Meio-fio da Solidão

Ela estava em silêncio sentada no meio-fio. Quando passei a seu lado, na ida à loja de bugigangas, percebi que olhava para algum ponto no horizonte, talvez para o passado, ou quem sabe vislumbrasse o futuro.

Durante o caminho, pensei naquela moça e seu olhar distante. Imaginei que na volta ela não estaria mais ali, ledo engano, permanecia no mesmo lugar a sonhar acordada com alguma coisa que a maioria das pessoas talvez não compreendesse.

Pensei o quão sozinha ela se sentia para estar ali. Incompreendida? Abandonada? A vida acontecia a seu redor e ela sentada no meio-fio, sem reação ao mundo exterior. Tinha por companhia somente seus pensamentos, aquele momento era só seu.

A solidão estava escancarada para todo mundo ver, mas foram poucas as pessoas que arriscaram olhar para ela. Segui meu caminho sem olhar para trás, não sei o que aconteceu, se ela continuou no meio-fio ou finalmente descobriu que não estamos sozinhos quando temos a nós mesmos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...